segunda-feira, 22 de março de 2010

Simplesmente uma droga

O amor é uma droga;
Minhas mãos estão frias.
O amor é uma droga;
Minhas pernas tremem.
O amor é uma droga;
Eu não consigo encontrar palavras pra dizer.
O amor é uma droga;
Não estou raciocinando.
O amor é uma droga;
Estou ficando invisível.
O amor é uma droga;
Não mais existo.


Esse texto é uma droga.


Para: Bloínquês

Um comentário:

  1. Huahahua, que aversão ao amor, Ludmila!

    Mas agora falando sério, amar às vezes é uma droga, mesmo. Quando todos os "efeitos colaterais" começam a encher e você não consegue mais parar de tremer quando está do lado daquela pessoa especial. Não consegue mais pensar.
    E você começa a não saber mais se quer ver aquela pessoa denovo porque a ama tanto, ou se nunca mais quer ver ela na frente, porque você fica bizarro quando nota a sua presença.

    Te entendo, hauhauhau. Beijos.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Flickr

Link-me!



Clique para ver mais opções de buttons

Translate

Real Time Web Analytics