quinta-feira, 18 de março de 2010

Estou longe de mim mesmo,
Vagando em pensamentos,
Oprimindo meus sonhos,
Desprezando meus desejos.



Longe das fantasias,
Longe dos entusiasmos,
Vivendo a realidade
Sobrevivendo de um passado.
Estou longe de mim mesmo,
Vivendo o que mais temo,
De corpo cansado e alma morrendo!
Olhos vendados, pés amarrados



Punhos fechados, amargo veneno.
Longe de mim mesmo!
No suicídio dos meus dias,



Eu vou me entorpecendo,

Matando as alegrias,
Matando-me por dentro.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Flickr

Link-me!



Clique para ver mais opções de buttons

Translate

Real Time Web Analytics